18 de fevereiro de 2014

O mensageiro


Por Manoel de Jesus The, São Paulo/SP

LEITURA BÍBLICA
"Portanto, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas. Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição,
Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;
Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade?" (Hebreus 2:1-4)

"Que motivos você teria para rejeitar o amor do seu Criador?"

“Depois de o início da carta aos Hebreus dizer que Deus falara no passado aos homens por meio de diversos mensageiros, o autor diz que ele transmitiu sua mensagem definitiva a nós por meio do seu Filho, Jesus Cristo. 

No capitulo 2 temos a continuidade dessa afirmação, pois o escritor quer fortalecer a importância que devemos dar ao que foi dito por Jesus. Há no texto uma comparação entre os outros mensageiros já usados por Deus e o seu Filho. 

Se Deus prestigiou a mensagem de outros enviados dele (anjos), como não vai prestigiar a mensagem do seu Filho? Vejamos então que mensagem foi essa trazida pelo Filho. Foi o anúncio “de salvação”, ou seja, da reconciliação com Deus que nos é oferecida. Essa mensagem foi confirmada por testemunhas oculares, por sinais e maravilhas realizados por elas (os apóstolos) e a promessa dada pelo Filho de que o Espírito Santo lhes seria concedido, também confirmada pelas realizações dos apóstolos.

Diz o texto que os ouvintes que desprezaram a mensagem dos anjos foram punidos. Agora nos cabe a pergunta: o que acontecerá com os que desprezam a mensagem de salvação trazida pelo Filho? O apóstolo Paulo fornece em Romanos 1.18-32 uma descrição bastante drástica do que ocorre nesse caso. 

"Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem." (Romanos 1:18-32)

Esses versos de Romanos descrevem com realismo o que vemos em programas de TV, nos noticiários dos meios de comunicação, nos jornais, em revistas e nas conversas que ouvimos de nossos contemporâneos. Paulo nos diz que esses fatos são o cumprimento da punição prometida por Deus aos que desprezam a mensagem da salvação. 

Se temos a mensagem e a prova do que acontecerá se ela for desprezada, o que nos resta fazer?  Resposta: aceitá-la agora para nós e agradecer por esse tão grande presente de Deus!”


Fonte: Presente Diário: o livro das leituras devocionais diárias, nº 17 / coordenador do comitê editorial Roland Körber. São Paulo : Rádio Trans Mundial, 2014. Vários autores http://rtm.radio.br/novo/presente-diario/18-2-2014;

17 de fevereiro de 2014

Fortes


Por Vanessa Weiler Ribas, Francisco Beltrão/PR

LEITURA BÍBLICA
"Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. Portanto cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação. Porque também Cristo não agradou a si mesmo, mas, como está escrito: Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam. Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança. Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus, Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus." (Romanos 15:1-7)

"Ser forte não é impor seu direito – é conseguir abrir mão dele em favor do próximo."

“Podemos ter um corpo forte por meio de exercícios físicos e uma alimentação saudável. Na vida espiritual também é necessário que estejamos sempre nos “alimentando” bem, com a Palavra de Deus, e exercitando aquilo que aprendemos com ela pela prática de seus princípios. Quem não cresce em sua vida espiritual acaba ficando fraco. Nossa “força” não terá tanto a ver com o tempo de vida com Cristo ou com nossa idade – vai depender de nossa disposição em aprender.

Não estamos sozinhos neste processo: dependemos uns dos outros para crescer! Precisamos da ajuda dos outros cristãos. Além disso, quando estivermos fortes, não devemos esquecer os que ainda estão crescendo. No texto de hoje, Paulo ensina a necessidade de aceitar os mais fracos, lutar pela unidade e agradá-los. Nem Cristo – o mais forte de todos por ser Deus – agradou a si mesmo. 

Sigamos seu exemplo! Em geral, os fracos na fé são aquelas pessoas que causam problemas e podem até incomodar os fortes com seus questionamentos ou com sua falta de maturidade na vida cotidiana. Porém, é preciso que os fortes se lembrem de que já foram fracos! 

Não devem julgar os outros, apontando suas fraquezas – isso só vai piorar a situação. Além disso, devem proteger e ajudar os mais fracos. É preciso facilitar o aprendizado cristão ao invés de dificultá-lo. Isso é feito quando os fortes deixam de impor regras que não estão na Bíblia e, para beneficiar o fraco, até abrem mão de algo que sua consciência permite fazer. Pode até parecer injusto, mas é uma atitude de amor. 

Sua vida não deve causar escândalo àquele que ainda não compreendeu algumas verdades bíblicas. Não podemos cobrar maturidade de quem não a tem – é como esperar que uma criança tenha atitudes de adulto. Se o fraco na fé não age como Jesus, o forte deve agir!”


Fonte: Presente Diário: o livro das leituras devocionais diárias, nº 17 / coordenador do comitê editorial Roland Körber. São Paulo : Rádio Trans Mundial, 2014. Vários autores http://rtm.radio.br/novo/presente-diario/17-2-2014;

10 de fevereiro de 2014

Quem é Jesus


Por Ingelid Gundt, Nova Ramada/RS

LEITURA BÍBLICA
"E saiu Jesus, e os seus discípulos, para as aldeias de Cesaréia de Filipe; e no caminho perguntou aos seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens que eu sou?
E eles responderam: João o Batista; e outros: Elias; mas outros: Um dos profetas.
E ele lhes disse: Mas vós, quem dizeis que eu sou? E, respondendo Pedro, lhe disse: Tu és o Cristo." (Marcos 8:27-29)

"Se Jesus é para você o que a Bíblia afirma, sua vida precisa comprová-lo."

“Não há como negar a vida e a história de Jesus Cristo como homem. Muitos podem não acreditar nele como Filho de Deus, mas não podem negar que ele de fato existiu. As marcas e exemplos que ele deixou enquanto esteve aqui na terra são incontestáveis. 

Ele dividiu a história entre antes e depois de Cristo. No mundo corporativo ele é visto como um ótimo modelo de líder; para algumas religiões, é um profeta que recebeu uma iluminação Especial. Diz-se muita coisa sobre Jesus, mas o que interessa mesmo é o que ele significa em sua vida e se ele é para você o que a Bíblia afirma. Quando Jesus esteve na terra, faziam-se muitos comentários a seu respeito. 

As pessoas especulavam sobre quem ele seria e assim surgiu de tudo um pouco. Quando os discípulos foram questionados, Pedro respondeu o que está no versículo em destaque. Ele sabia quem era Jesus realmente e por isso não precisava ficar imaginando. Não basta apenas achar que Jesus foi um grande homem, profeta de Deus; é preciso saber que ele é de fato o Filho de Deus, enviado para morrer em nosso lugar e o único caminho para chegarmos a Deus.

Mas como será que Pedro soube quem ele era? Porque Deus revelou isso a ele (Mt 16.17) e também por causa de sua convivência com o Mestre. Ele caminhava com Jesus, ouvia seus ensinamentos e via seus milagres. Sua convicção vinha da experiência com Jesus. 

Hoje muitos afirmam saber que Jesus é o Filho de Deus porque alguém lhes contou. Mas não basta saber, é necessário ter uma experiência com ele e descobrir por si mesmo que ele realmente é quem afirma ser. Quem é Jesus para você? É apenas um homem exemplar ou é aquele que realmente faz diferença na sua vida? Crer que ele é o Filho de Deus significa entregar sua vida por completo aos cuidados dele e crer nele, para experimentar vida nova agora e eterna com ele no céu.”


Fonte: Presente Diário: o livro das leituras devocionais diárias, nº 17 / coordenador do comitê editorial Roland Körber. São Paulo : Rádio Trans Mundial, 2014. Vários autores http://rtm.radio.br/novo/presente-diario/10-2-2014;

 
Powered by Blogger